Meio Ligado em Artesanato

25 junho, 2013

Edward J. Snowden

Edward Snowden orquestrou um plano elaborado para revelar a jornalistas os segredos do monitoramento de telefones e comunicações online pelo governo americano.

A fonte instruiu os seus contatos para que viajassem a Hong Kong, fossem até uma parte incomum de um certo hotel e pedissem em voz alta informações para chegar a uma outra entrada do local. Se tudo parecesse estar de acordo, a fonte passaria por eles segurando um cubo mágico.
Então três pessoas – Glenn Greenwald , um ativista de direitos civis que recentemente hospedou seu blog no The Guardian; Laura Poitras, uma documentarista de cinema especializada em segurança; e Ewen MacAskill, repórter do Guardian — voaram de Nova York a Hong Kong no final de maio. Eles seguiram as instruções, e um homem com o cubo mágico apareceu.

Ele era Edward J. Snowden , que parecia ainda mais jovem do que seus então 29 anos – a aparência jovem chocou Greenwald, que esperava alguém muito mais velho e experiente em vista do tipo de acesso a informações que possuía. Snowden entregou arquivos com “milhares” de documentos e, segundo Greenwald, “dezenas” deles podiam virar notícia.
A capacidade de Snowden de vasculhar fundo no aparato de segurança nacional dos EUA e retirar alguns dos segredos mais bem guardados é em parte uma história da era pós- 11 de Setembro , quando a monstruosa expansão da vigilância do governo e dos complexos sistemas de computador deram a especialista em rede com habilidades técnicas um poder tremendo.

Enquanto alguns legisladores em Washington acusam Snowden de traição , ele se classifica como alguém que diz a verdade. Snowden explicou suas ações em uma entrevista ao Guardian, dizendo que o povo americano tem o direito de saber sobre os abusos do governo.
Ele alega ter selecionado cuidadosamente o que revelar, para evitar ser acusado de negligência, como foi o soldado Bradley Manning , que confessou ter vazado centenas de milhares de documentos secretos para o WikiLeaks , pode ser condenado à prisão perpétua por uma corte marcial.
“Ele não tem nenhum arrependimento. Está convencido de que fez a coisa certa”, disse Greenwald sobre Snowden. “E ele é completamente racional. Entende que há grandes chances de que vá acabar como Bradley Manning ou pior. Ainda assim está tranquilo.”

Não está claro como Snowden conseguiu extrair os documentos secretos, e seu retrato de uma pessoa que se transformou de repente de alguém de confiança da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) em alguém que vaza informações ainda é pouco realista.

Ano passado, ele doou dinheiro para a campanha de Ron Paul, um pré-candidato republicado à presidência que é crítico da atuação cada vez mais ampla do governo. Quem conheceu Snowden na adolescência o retrata como alguém fascinado por computadores. “Ele estava sempre em seu computador – sempre. Era um menino muito quieto”, diz Joyce Kinsey, uma antiga vizinha.
Snowden, que cresceu na Carolina do Norte, não terminou o ensino médio e esporadicamente participou de aulas em uma faculdade comunitária. Ele se alistou no Exército como recruta das Forças Especiais em 2004, mas foi dispensado menos de quatro meses depois ao quebrar as pernas em um acidente de treinamento.

Ele pediu e conseguiu uma autorização para trabalhar com dados altamente secretos: foi sua entrada no establisment da segurança nacional. Há mais de uma década, as agências de inteligência procuram especialistas em tecnologia para operar seus complexos sistemas que consigam ser aprovados no rigoroso e intrusivo processo de verificação de antecedentes.
Dentro do governo, Snowden atuou pela CIA na Suíça, e para a NSA no Japão, Maryland e Havaí. Trabalhando por US$ 200 mil (R$ 430 mil) ao ano como administrador de sistemas, teve acesso a enormes quantidades de informações secretas.

Numa entrevista filmada, Snowden conta ter questionado coisas que ele via como abusos, mas percebeu que ninguém se importava. Com o tempo, diz, percebeu que sua vida confortável estava ajudando a construir “uma arquitetura da opressão”.

Snowden relatou ao Guardian que a primeira vez que pensou em vazar segredos do governo foi durante seu trabalho em Genebra para a CIA. Ele disse ter desistido, em parte, porque esperava que a eleição de Obama em 2008 reverteria o crescimento do esquema de vigilância.

Mas o fato de Obama ter continuado com muitas das políticas de contraterrorismo de Bush deu firmeza a Snowden, que então decidiu que não dava para esperar que outros agissem. “Procurei por líderes, mas percebi que liderança é ser o primeiro a agir”, afirmou.
Primeiro, Snowden fez contato com Laura Poitras em janeiro. No mês seguinte, enviou um enigmático email a Greenwald, identificando-se como um leitor e pedindo para se comunicar de forma criptografada. Greenwald respondeu que não tinha software de criptografia e, então, Snowden enviou um vídeo com instruções para instalar um – mas Greenwald nem assistiu até o fim.

Frustrado, Snowden voltou a procurar Laura e sugeriu que ela trabalhasse juntamente com Greenwald. No começo de março, Laura ligou para Greenwald, e eles se encontraram pessoalmente. Então, Laura mostrou alguns emails da fonte. Em abril e maio, Greenwald começou a conversar com Snowden via chat criptografado.

“Ele disse algo como 'Meu plano é que, em algum momento, num lugar bem longe, a gente se encontre para uma entrevista e eu lhe passe os documentos'”, lembra Greenwald. Uma semana depois, Snowden mandou uma amostra de 20 documentos, incluindo slides de uma apresentação do chamado programa Prism da NSA. Então Greenwald disse que estava pronto para o encontro pessoal.

Separadamente, em maio, Snowden procurou Barton Gellman, repórter do Washington Post.

Na última semana de maio, Greenwald voou do Brasil, onde mora, para Nova York, para se encontrar com os editores do Guardian e mostrar os documentos. No dia seguinte, ele e o repórter MacAskill viajaram para Hong Kong.

Depois do encontro com o cubo mágico, os três seguiram Snowden para o seu quarto de hotel e passaram seis horas “perguntando da sua vida, do começo ao final, numa espécie de interrogatório”, lembra Greenwald, que é formado em Direito. No fim, ele se convenceu de que Snowden era mesmo quem dizia ser.

John Schindler, ex-funcionário de contrainteligência da NSA, diz que na era pós-11 de Setembro os administradores de sistema passaram a ter acesso a imensas quantidades de informações secretas. “Eles podem representar um falha crítica de segurança porque veem tudo. Se um deles ficar bravo, você está em apuros”, diz.

Por Charlie Savage e Mark Mazzetti
Fonte: ultimosegundo

22 junho, 2013

Integre a equipe do Google em São Paulo

O escritório do Google em São Paulo tem diversas vagas abertas, em diferentes áreas. A empresa procura profissionais para ocupar os cargos de digital media manager, custom solutions engineer, account executive, entre outros.

Todas as oportunidades são apresentadas em inglês. A fluência nesse idioma, e no espanhol, é obrigatória em alguns casos e desejável em outros. A experiência na função pode equivaler, em termos de importância, à formação superior, mas somente se for maior ou igual a quatro anos.

Em 2012, o Google ficou em 3º lugar no ranking “As Melhores Empresas para Trabalhar”, da Você/SA.

Confira no site da empresa, a lista completa das vagas.

Facebook e Twitter têm vagas abertas no Brasil

Duas das principais redes sociais estão com vagas abertas. No Facebook, são 15 oportunidades para as áreas de Ads Marketing, Media Solutions, Finance, entre outras.
Confira todas as vagas abertas aqui.

Já no Twitter, estão abertas as vagas para Account Executive, Sales; Media Partnerships Manager; Sales Solutions Planners; entre outras.
Veja todas as oportunidades aqui.

As duas redes somam mais de um bilhão de usuários no mundo.

Programa leva jovens jornalistas brasileiros a treinamento na Alemanha

Interessados podem se inscrever até 30 de junho

O jornal alemão Deutsche Welle tem inscrições abertas para o seu programa de treinamento, que acontece em Bonn, na Alemanha, a partir de maio de 2014. Podem se inscrever jovens jornalistas brasileiros que falem a língua alemã.

Durante 18 meses, os participantes terão acesso a seminários, treinamentos práticos, palestras e passeios culturais no país. As despesas serão pagas pelo programa.

Pelo menos um dos seguintes idiomas nativos é necessário para o programa de treinamento a partir de maio de 2014:. Árabe, Bengali, Inglês, Hausa, hindi, persa, Português (do Brasil), russo, espanhol, turco e urdu
Todos os pedidos devem ser feitos on-line e dentro do prazo estabelecido.

Estaremos aceitando inscrições para o estágio internacional de 2014 a partir de 01 de maio de 2013.
A data limite é 30 de junho de 2013. Nós não aceitaremos candidaturas enviadas por correio.

Mais informações acesse AQUI.

IAulas oferece aulas de vestibulares e concursos

Atualidades, conteúdos que caem em concursos públicos, vestibulares, matérias universitárias, curiosidades e outras informações.

Quem tem sede de conhecimento pode encontrar tudo isso gratuitamente no site IAulas.

Nem todo o conteúdo é gratuito, mas há uma grande quantidade de materiais que podem ser acessadas sem custo.

São diversos temas explorados não apenas em vídeo, mas com apostilas virtuais, livros digitalizados, exercícios e outros recursos para complementar a educação.

Confira no site IAulas

Programa Jovens Embaixadores leva voce aos Estados Unidos

Com inscrições até 9 de agosto o Programa Jovens Embaixadores levará 35 jovens de 15 a 18 anos aos Estados Unidos.

Como Participar

Pré-requisitos:


  • Ter entre 15 e 18 anos (candidatos não poderão ter mais que 18 ou menos que 15 anos no dia 7 de janeiro de 2014).
  • Jamais ter viajado para os Estados Unidos.
  • Ter boa fluência oral e escrita em inglês.
  • Ser aluno do ensino médio na rede pública.
  • Pertencer à camada sócio-econômica menos favorecida.
  • Ter excelente desempenho escolar.
  • Ter perfil de liderança e iniciativa.
  • Ser comunicativo.
  • Possuir boa relação em casa, na escola e na comunidade.
  • Estar engajado, por pelo menos 1 ano , em atividades de responsabilidade social/voluntariado.

Como se inscrever:

Acessar o link de inscrição no programa Jovens Embaixadores no Facebook para preencher o formulário;
Se aprovado na primeira fase de seleção, identificar a instituição parceira mais próxima de sua residência e encaminhar o questionário preliminar devidamente preenchido juntamente com a documentação solicitada.

Etapas do programa:

Etapa 1 – do lançamento do programa até 09 de agosto:
Estudantes acessam o formulário de inscrição via Facebook, respondem as oito (08) perguntas e recebem uma resposta automática dizendo se foram aprovados ou não para a ETAPA 2:
 “Aprovado para a ETAPA 2”:  O candidato recebe uma mensagem automática com instruções para seguir adiante no processo seletivo.
“Não aprovado para a ETAPA 2”:  Uma resposta automática informa que o candidato não preenche todos os pré-requisitos necessários para participação no programa e não poderá continuar no processo seletivo.

Etapa 2 – até o dia 21 de agosto:
O candidato terá então acesso à ETAPA 2.  Ele deverá:
concluir o preenchimento do questionário preliminar;
selecionar a instituição parceira mais próxima da sua casa, dentro do seu estado (exceção para o entorno do DF), para onde toda a sua documentação será enviada via internet;
carregar a sua foto e TODOS os documentos comprobatórios dos pré-requisitos;
concluir o processo online.
Nota:  O candidato poderá fazer esse processo em várias etapas, salvando os seus dados toda vez que incluir um documento. Cada vez que um documento for anexado, ele será informado sobre quais ainda faltam ser anexados. Ele só terá o processo concluído e o material enviado com sucesso para o banco de dados do programa quando TODOS os documentos forem anexados. E isso só poderá ser feito até o prazo-limite da Etapa 2 – 21 de agosto. Depois dessa data os candidatos não terão mais acesso ao link do programa.
Ao final do processo, o candidato receberá uma mensagem dizendo que o seu processo foi concluído com sucesso e que o material dele encontra-se no sistema para revisão por parte da instituição parceira que ele selecionou.

Etapa 3 – até 30 de agosto:
As instituições parceiras acessam o banco de dados do programa, revisam o material dos seus candidatos e confirmam/ou não a sua participação na próxima etapa.  O candidato, então, receberá uma das seguintes respostas automáticas:
“Aprovado para a Etapa 4:  Exame escrito”
O candidato receberá uma mensagem automática informando sobre sua aprovação para o exame escrito, a ser realizado no dia 13 de setembro, de 14h00-17h00 – HORÁRIO DE BRASÍLIA.  O local exato do exame e instruções específicas para o dia do exame serão informados pela instituição parceira escolhida pelo candidato.
“Não aprovado para a Etapa 4”
O candidato receberá uma mensagem automática informando que ele não foi aprovado para as próximas etapas seletivas.  Essa mensagem incluirá também o motivo da não-aprovação.
Importante:  Antes da data do exame escrito, as instituições parceiras entrarão em contato com todos os seus candidatos (via fone, fax e/ou email) confirmando o local exato do exame.  Caso isso não ocorra, o candidato deverá fazer contato com a sua instituição parceira.

Etapa 4 – 13 de setembro (entre 14h00 e 17h00):
Instituições parceiras em todo o Brasil aplicam o exame escrito na mesma data e horário – horário de Brasilia.

Etapa 5 – até o dia 30 de setembro:
As instituições parceiras  deverão:
corrigir o exame escrito;
plicar o exame oral nos candidatos com as melhores pontuações (somados os pontos de todas as etapas anteriores);
Fazer a visita à casa dos candidatos com os melhores resultados nas etapas anteriores;
Definir quem são os seus semi-finalistas que participarão na competição nacional.

Etapa 6 – Até 18 de outubro:
O comitê de seleção da Embaixada/Consulados reune-se para fazer uma análise minuciosa do pacote completo dos semi-finalistas e selecionar os novos Jovens Embaixadores.

Etapa 7 – Até 25 de outubro:
A Embaixada dos EUA anuncia a lista dos selecionados para o programa Jovens Embaixadores 2014.

Etapa 8 – Outubro/Novembro:
Os Jovens Embaixadores providenciam a emissão do passaporte e demais documentos necessários para a viagem em janeiro de 2014.

Etapa 9 – Dezembro:
Embaixada + Consulados + instituições parceiras ajudam os Jovens Embaixadores na preparação para a viagem aos Estados Unidos.

Etapa 10 – 7 a 10 de janeiro de 2014:
Entrevista de visto e orientação pré-partida em Brasília.

Etapa 11 – 10 de janeiro a 01 de fevereiro de 2014:
Programa nos Estados Unidos.

Etapa 12 – 02 de fevereiro de 2014:
Chegada dos Jovens Embaixadores de volta ao Brasil.

Curso preparatório para fazer graduação fora do Brasil - online - 100% gratuito

Prep Course: Graduação

Aqui você descobre o passo-a-passo para entrar numa boa universidade de fora do Brasil

Esse curso é ideal para estudantes e recém formados no Ensino Médio que tem vontade de cursar graduação nas melhores universidades do mundo e buscam orientação para atingir esse sonho. Ele apresenta todos os passos no planejamento e na preparação para uma candidatura bem sucedida em universidades fora do Brasil, atividades de preparação e ferramentas de apoio. Todo o conteúdo será oferecido em inglês, para contribuir com o aprimoramento do idioma (elemento chave em qualquer application).

O conteúdo do curso inclui:

As vantagens de fazer graduação no exterior;
Apresentação do processo de Application nos Estados Unidos;
Apresentação do processo de Application em outros países;
Preparação para as provas padronizadas: SAT, TOEFL, IELTS;
Como conhecer e escolher as universidades;
Orientação para redação dos Essays;
Histórico escolar e cartas de recomendação;
Como preencher o Common App;
Como ajudar seu colégio a te ajudar na candidatura;
Passo-a –passo para entrevistas;
Bolsas de Estudos e Financiamento: dentro das universidades e com instituições apoiadoras;
Orientação pré-viagem.
Em fóruns, os participantes também poderão: interagir e trocar informações com outros estudantes se preparando para fazer graduação fora; tirar suas dúvidas com a coordenadora do curso.

Acesse AQUI e inscreva=se já.

06 junho, 2013

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...